TUTORIAL COMO INSTALAR MAPA BRASIL TRACKSOURCE NO GPS GARMIN


TUTORIAL COMO INSTALAR MAPA BRASIL
TRACKSOURCE NO GPS GARMIN

Você comprou um GPS Garmin e não sabe como instalar o mapa do Brasil? Seus problemas acabaram, basta seguir este tutorial de como instalar o mapa do Brasil no GPS Garmin.
Para os aparelhos Garmin, os dois melhores mapas do Brasil são o Tracksource e o Navigator.
O Navigator é um mapa feito por uma empresa privada, funciona bem nos aparelhos Garmin. Porém tem poucas atualizações por ano e é pago.
O Tracksource é um projeto feito por voluntários, são milhares de pessoas colaborando. Para mim é o melhor mapa, e é o que utilizo no dia a dia. Tem atualizações mensais e é grátis. Portanto vou ensinar aqui como instalar o mapa Brasil do Projeto Tracksource.
Você precisará de:
1.     GPS Garmin
2.     Cartão de memória SD
3.     Computador com acesso internet
4.     Cabo USB para conectar o GPS a um computador
5.     Mapa Brasil do Projeto TrackSource
Com todos os ingredientes em mãos, siga o passo a passo:
O ideal é que você instale o mapa do Projeto TrackSoure em um cartão de memória SD e não na memória interna do GPS. Pois se algo der errado bastará formatar o cartão externo e instalar o mapa novamente. Assim não haverá risco de danificar algum arquivo da memória interna do GPS.
Dependendo do modelo do seu GPS o mesmo possui um slot para SD™ card ou para microSD™ card. Um cartão de 4 GB é mais que suficiente.
Você deve inserir o SDCard no seu GPS. Após, utilizando o cabo USB, conecte o GPS no computador. Tanto a memória interna do GPS como o SDCard serão reconhecidos pelo computador.
Clique com o botão direito do mouse sobre o dispositivo SDCard e escolha a opção formatar, em seguida selecione FAT32 modo rápido.
Clique com o botão direito do mouse sobre o dispositivo SDCard já formatado, crie uma nova pasta. Renomeie a nova pasta com o nome Garmin.
Observe que no site do Projeto TrackSource você pode baixar os mapas na versão para MapSource (que são mapas para serem instalados na memória interna do GPS), ou então baixar mapas para uso direto no SD Card.
Você deve baixar o mapa para uso direto no SDCard, faça o download grátis do mapa aqui.
Faça o download do mapa para uma pasta qualquer do seu computador, e não dentro do SDCard (não se preocupe, depois você copiará o mapa para dentro do SDCard).
Os arquivos do Projeto TrackSource encontram-se “zipados”, ou seja compactados.
Quando você baixar o arquivo do site do TrackSource, o mesmo virá com um final “.zip”. Por exemplo gmapsupp_v1205.zip.
Os arquivos compactados não funcionam, eles simplesmente servem para serem baixados mais rápido na internet. Para utilizar qualquer arquivo compactado, a primeira coisa que você tem de fazer é “descompactar” o arquivo. Para tal você deve usar algum programa para descompactar arquivos. Você pode baixar na internet o winrar ou o winzip. Que são programas para descompactar arquivos.
Tendo o winrar ou o winzip instalados no seu micro, mande o mesmo descompactar o arquivo que você baixou do projeto TrackSource. Com isto você passará a ter um arquivo com um final .img , como por exemplo gmapsupp_v1205.img.
Este arquivo .img é o TRC-Brasil, um mapa roteável completo do Brasil, que contém os dados rodoviários de cada Estado, complementado por dados urbanos detalhados dos municípios que já foram adequados ao roteamento.
Você deve renomear este arquivo para gmapsupp_v1205.img para gmapsupp.img. Para fazer isto basta selecionar o arquivo com o botão direito do mouse e escolher a opção “renomear”.
Copie o arquivo gmapsupp.img para dentro da pasta Garmin no SDCard.
Finalizado este processo, desconecte o GPS do PC via sistema.Ou seja, clicando com o botão direito no dispositivo, e depois, remover com segurança.
Desligue e Ligue o GPS, e pronto, os mapas do Brasil do Projeto TrackSource estarão disponíveis para uso.
No GPS em ferramentas > configurações > informações de mapa, verifique se o mapa TRC Brasil encontra-se listado entre os mapas instalados no GPS.
Lembre que o GPS Garmin pode ter vários mapas instalados, entretanto você pode usar apenas um mapa de cada vez. Para isto você deve no GPS em ferramentas > configurações > informações de mapa, deixe selecionado apenas o TRC Brasil.
Se mesmo seguindo corretamente todos os passos acima você não conseguir visualizar o mapa TRC Brasil. Tente os passos:
1- Renomear a pasta Garmin para Map.
2- Renomear a pasta Garmin para Maps.
3- Renomear o arquivo gmasupp.img para gmasupp3.img
Para download dos mapas acesse=>Tracksource

Fonte=>Blogdogps


Tutorial Acesse seu Computador com Windows RemotamenteT


"Olá pessoal do GdH! Fiz esse tutorial de acesso remoto do Windows, espero que gostem! Qualquer dúvida, sugestão, crítica, etc, pode postar que estarei esperando a sua resposta. Aí vai:"

Neste tutorial vou mostrar como acessar um computador rodando Windows Vista ou XP pela internet, ou por uma rede local, utilizando o protocolo RDP (Remote Desktop) nativo do Windows. Um Computador com o RDP habilitado pode ser acessado tanto por sistemas Windows como Linux, este ultimo rodando o Terminal Server Client, um cliente RDP para Linux.
Este é o aplicativo de acesso remoto para Windows (MSTSC), ele é nativo do Windows.

Esse é o Terminal Server Client, para Linux. Já vem com o Kurumin 7. 

Configuração do computador alvo
Devemos configurar o micro alvo para receber convites de acesso remoto, senão ele vai negá-los.

No Windows XP
Passo 1: 
Vá em iniciar, clique com o botão direito em Meu Computador, em seguida escolha propriedades. Na guia remoto e habilite “Permitir que usuários se conectem remotamente a esse computador” , em seguida clique em selecionar usuários e escreva o seu nome de usuário no Windows. Feito Isso dê ok, ok e ok.


Passo 2:
Como você deve ter visto na screenshot anterior o usuário selecionado deve ter uma senha. Se o seu já tem tudo bem, mas se não tem vai precisar criá-la, para isso vá em iniciar executar e digite control userpasswords e dê enter. 


Abrirá o controle de contas de usuário. Clique no seu, em seguida clique em criar uma senha, digite a nova senha duas vezes e se quiser uma dica de senha, conclua. 
Passo 3:
Como você colocou uma senha vai ter que digitá-la em todo o login, se quiser eliminar esse inconveniente faça o seguinte:
Vá em iniciar, Executar e dessa vez digite control userpasswords2 e dê enter.


Abrirá o gerenciamento de usuários no modo clássico. Basta desmarcar “os usuários desse computador devem digitar um nome de usuário e senha para usar esse computador” e dar Ok. Agora Digite sua senha duas vezes e dê ok.

Pronto! Seu computador com Windows XP já está configurado para receber convites remotos. 

No Windows Vista
Passo 1:
Vá em Iniciar > Painel de controle > Sistema > Configurações avançada do sistema


Na guia remoto selecione “permitir conexões de computadores que estejam executando qualquer versão da Área de trabalho Remota (menos seguro)”.
Se o computador estiver configurado para dormir depois de um tempo de inatividade aparecerá à seguinte mensagem:

Quer dizer que depois de um tempo ligado seu computador dorme e não poderá ser acessado remotamente. Para alterar essa configuração clique em “Opções de Energia” desta mesma mensagem, vá em “alterar suspensão de atividade do computador” e coloque a caixa suspensa “Suspender atividade do computador” em “NUNCA” e clique em “salvar alterações”. Feche a janela opções de energia. 
Volte em opções avançadas do sistema e dê ok.
Passo 2:
Vá em iniciar e na caixa de pesquisa digite control userpasswords seguido de enter.

Do mesmo modo que no XP crie uma senha para a conta.




Passo 3:
Agora em iniciar na caixa de pesquisa digite control userpasswords2 seguido de enter
Desmarque a caixa “os usuários devem digitar um nome de usuário e senha para usar esse computador” e dê ok. 



Surgirá uma caixa para confirmar sua identidade digite a sua senha duas vezes e dê ok.

Pronto seu Windows Vista já está configurado!


Identificando o computador alvo
Para acessar o computador pela rede devemos saber o seu nome para isso vá em sistema no painel de controle.
No Windows Vista:



No Windows XP:
Na aba nome do computador

Pela internet é necessário saber o IP do alvo, para isso vá ao prompt de comando e dê o comando ipconfig/all:




Como meu micro está em uma rede seu ip não é direto para internet. Se isso acontecer com você, vai ser preciso redirecionar a porta 3389 para seu computador no roteador ou no modem. 
Se o IP de sua conexão com a internet não for fixo basta usar serviços de redirecionamento de ip como o DynDNS, assim você usará uma espécie de dominio para se conectar algo como: nome_escolhido_por_voce.dyndns.info.

Se conectando ao computador remoto
Para se conectar, basta iniciar o aplicativo de conexão remota o mstsc no Windows ou Terminal Server Client no Linux.
No Windows:
Iniciar > executar (ou na caixa de busca se for Windows vista) > mstsc seguido de enter

Se abrirá o aplicativo de controle remoto:

Na primeira vez que se conectar é interessante ajustar alguns comandos para obter um melhor desempenho na conexão, para isso clicamos em opções, abre-se um aplicativo maior com as opções:
Guia geral:
Temos o local para colocar o nome ou ip da máquina alvo. Em seguida opções para salvar e abrir arquivos com essas configurações que estaremos fazendo agora.
Na guia exibição:
-->Tamanho da área de trabalho
Aqui se escolhe a resolução em que será executada a conexão, resoluções menores dão mais velocidade porém ficam com o ambiente de trabalho menor.
-->Cores
A qualidade das cores é escolhida aqui. Um número menor de cores deixa a imagem ruim, porém a velocidade de resposta é maior.




Guia recursos locais:
-->Som do computador remoto
Escolhemos o que fazer com o som, se traz para este computador, reproduz no computador remoto ou não usará som. 
-->Teclado
Escolhemos como o PC responderá a combinação de teclas do windows(como ALT + TAB, ALT + F4 ou CTRL + ALT + DEL)
-->Dispositivos Locais
Selecione os recursos que deseja usar

Guia Programas:
Aqui especificamos um programa para ser iniciado tão logo que se completou a conexão.

Guia Experiência:
Escolhemos quais efeitos visuais estarão disponíveis, menos efeitos maior velocidade de resposta.
Guia Avançado:
Configurações avançadas de segurança.
Aqui estou acessando um computador de uma rede.



No Linux
 
Quando usamos o Linux devemos usar um cliente RDP para Linux. Um deles é o Terminal Server Client:

As configurações são as mesmas, que a do MSTSC, somente notamos a diferença na guia geral, em que há uma caixa para selecionar o protocolo, que deve ficar em RDP, como na figura acima.
Conclusão
Conectar-se remotamente ao PC de casa pode ser muito útil como por exemplo, estava trabalhando em casa, e esqueceu seu relatório, pode pelo escritório pegar seus arquivos em de casa.
24-01-2009 por kalleu
Otimo tutorial. Parabéns!
24-01-2009 por matheusryndack
muito obrigado kalleu, espero que seja útil, espero mais respostas!
24-01-2009 por Sony Mp3
Ótimo tutorial mesmo.É muito util mesmo.
24-01-2009 por matheusryndack
Muito obrigado, nunca pensei que as coisas que escrevo iam server para alguém
25-01-2009 por SS 7000
Olá matheusryndack, primeiramente parabéns pelo excelente tutorial
Eu estava precisando de um tutorial exatamente assim, pois tenho parentes que sempre me chamam para mexer em algo no windows xp.
.
Gostaria de saber quanto a segurança desse acesso remoto, eu poderia configurar alguma coisa de modo que o acesso só fosse possível por rede interna e não pela internet? 

Queria configurar o acesso apenas pela rede interna, não uso banda larga e nem eles também, apenas discada, mais ficamos conectados pela rede interna para troca de arquivos e programas, não é rede ponto a ponto, é o meu pc e mais 3 deles ligados ao switch.

Me desculpe o tamanho do post e a quantidade de perguntas, mais não podia deixar passar uma oportunidade de tirar minhas dúvidas com um expert em acesso remoto, nem sempre a gente encontra um bom tutorial e ainda mais com direito a tirar dúvidas on line com o criador do mesmo.

Mais uma vez parabéns pelo tutorial
Aguardo resposta, se possível
Valeu
25-01-2009 por matheusryndack
Primeiramente obrigado pelos elogios! E se quiser perguntar algo pergunte!
Se o computador de seus parentes usa discada, como eu, o acesso pela net ficaria muito lento. E só seria possível acessar o PC de seus parentes se a pessoal malvada, soube-se o ip, que muda a cada discagem, o nome de usuário e a senha - que deve ser bem caprichada, então a chance é quase zero de um hacker invadir o PC. 
Mas tem como bloquear o acesso pela net no firewal do windows XP, para bloquear a porta 3383, na internet, e abrir na Rede. 
Por favor aguarde um pouco, que vou fazer um mini tutorial para isso e já posto, e que como uso discada, demora um pouco pra upa as imagens.


Blz?

---edit----
O firewal do computar alvo é o nativo do Windows Xp, ou é de terceiros?
25-01-2009 por SS 7000
Obrigado pela rápida resposta.
Quanto ao Firewall todos os pcs aqui usam o Firewall do Windows xp, ou seja os 4.
Não se preocupe com a demora da discada, também sei muito bem como é porque uso.
Valeu
25-01-2009 por matheusryndack
Vá em Iniciar, Panel de Controle, Firewal do Windows, Guia avançado


Selecione Conexão local e clique em configurações
marque Area de trabalho remota e dê ok, e ok novamente.

Agora selecione sua conexão discada, clique em configurações, depois certifique-se que Área de trabalhor remota esteja desmarcada, dê ok, e ok novamente.

Pronto, seu computador está acessível somente pela rede local.

Espero ter te ajudado, se tiver dúvidas só perguntar

---------------------------------------------------------


Abs ...

Só uma observação. Para quem usa o velho e bom win98 ou ME o recurso tem que ser instalado. Apenas o Windows XP Professional e o Windows Server 2003 podem ser acessados remotamente por este recurso. Para computadores com Windows 9x/Me serem acessados remotamente, insira o CD do Windows XP no 98 > Executar tarefas adicionais > Configurar a conexão com uma área de trabalho remota e instale o recurso.
Otimo Tutorial, parabens!

Fonte=> Hardware


Como formatar e instalar o Windows 7 passo a passo


Nesse tutorial passo a passo com imagens vou ensinar como voce formatar e instalar o Windows 7, mas antes voce precisa ler algumas observaçoes no tutorial que vem a seguir e seguir todos os passos certinho para nao ter nenhum problema, o Windows 7 tem um interface de instalaçao bem melhor que a do Windows Xp mas tem que seguir corretamente para ter sucesso na instalaçao do seu novo sistema operacional.
Vamos ao Tutorial.

Algumas coisa que voce precisa saber antes de começar a seguir o tutorial.
1 - Ter os drivers da sua placa mae que funcionem no Windows 7, porque se voce usa outro sistema operacional os drivers nao vao funcionar no Windows 7, para saber qual placa mae voce usa, baixe e instale o programa “EVEREST” e descubra o Modelo e fabricante da sua placa mae, entre no site do fabricante placa mae e baixe e guarde o Drivers dela para Windows 7.
2 - Caso voce nao tenha o HD particionado salve em Pedrivers ou DVD seu conteudo, pois o processo de formataçao ira apagar tudo. Como sei que meu HD é particionado? Va em “Meu computador” e veja se existe apenas “Disco Local (C:)”, se existir apenas “Disco Local (C:)” seu HD nao e particionado e voce precisa salvar seu conteudo em Pendrivers ou DVD. Mas se la estiver “Disco Local (C:)” e “Disco Local (D:)” seu HD e particionado e voce pode salvar seus arquivos que esta no “Disco Local (C:)” para o “Disco Local (D:)”, Fazem parte do “Disco Local (C:)” a “Area de trabalho” ou “Desktop” e “Meus documentos”, isso sera apagado quando formatar para instalar o Windows 7, pois o “Disco Local (C:)” sera formatado e o “Disco Local (D:)” ficara intacto.
1º PASSO: Tenha ao Maos o DVD de instalaçao com Boot do Windows 7, porque Boot? Boot é para iniciar o computador direto do DVD, pois vamos usar o HD para instalar o Win 7 e se o DVD nao tiver Boot nao tem como iniciar o computador usando o DVD, coloque o DVD do Win 7 no seu leitor e vamos fazer o computador da boot pelo DVD, Veja nesse outro artigo aqui a Como da boot na sua placa mae , nao coloquei aqui a como da boot na placa mae pois ja tinha feito outro tutorial e colocar ele aqui iria fazer esse tutorial ficar muito grande.
2º PASSO: Depois que modificar na placa Mae para da boot na leitora de DVD salve e reinice o PC e fique apertanto qualquer tecla para entrar no Boot da Leitora e começar a instalar o Win 7, pois se nao fizer isso o computador nao inicia pela leitora de DVD e passa direito e voce precisara de novo reiniciar o pc e ficar apertando qualquer tecla para iniciar pelo Boot da leitora de DVD. Se voce fez isso algumas vezes e passou direito e nao deu Boot, o problema pode ser o seguinte, o DVD do Win 7 nao tem Boot ou é problema na sua Leitora, mas se ocorrer tudo certo vai aparecer como na imagem abaixo, o Win 7 vai iniciar o processo de instalaçao copiando os arquivos, espere o processo terminar.

3º PASSO: Veja se as configuraçoes esta como na imagem abaixo, depois clique em “Avançar”.

4º PASSO: Agora apenas clique em “Instalar agora”.

5º PASSO: Marque a opçao indicada e depois clique em “Avançar” como mostra na imagem abaixo.

6º PASSO: Clique na segunda opçao, como esta sendo indicado na imagem abaixo.

7º PASSO: Agora clique em “Opçoes de unidade” como mostra na imagem abaixo.

8º PASSO: Escolha o primeiro disco caso apareça mais de um para voce, e depois clique em “Formatar” como mostra na imagem abaixo.

9º PASSO: Agora clique em “OK” e depois clique em “Avançar” como mostra na imagem abaixo e espere o processo de instalaçao terminar.

10º PASSO: Agora vamos configurar o Windows 7, coloque um nome para identificar seu computador e depois clique em “Avançar” como mostra na imagem abaixo.

11º PASSO: Caso voce queira proteger seu computador coloque uma senha no local indicado e depois clique em “Avançar” , mas se voce nao quiser colocar senha apenas clique em “Avançar”.

12º PASSO: Coloque no local indicado como na imagem abaixo a chave, serial ou Key que voce tenha do Windows 7, caso voce va usar ativador para ativar seu Windows 7 apenas clique em “Avançar”.

13º PASSO: Escolha a primeira opçao como mostra na imagem abaixo. De um clique.

14º PASSO: Veja se as configuraçoes de Data e Hora estao corretas e depois clique em “Avançar”.

15º PASSO: Agora escolha qual tipo de Rede voce usa, Geralmente “Rede Domestica” e pronto o Windows 7 esta instalado e configurado, agora voce instala o drivers de som,rede,video e outros e pronto.

Obs 1: Quando voce reiniciar o pc e ficar pedindo para dar Boot, e so voce entrar no Boot da placa mae e colocar o Primeiro Boot para o seu HD e pronto.
Espero que Gostem e ate a proxima.
Fonte=> Sodicas


Formatar, Particionar e Instalar o Windows XP

Este tutorial tem por objetivo ensinar de maneira detalhada como formatar e particionar um HD e como instalar o Windows. É indicado para usuários iniciantes e intermediários que desejem ter uma noção ampla do assunto aliada à prática usando o Windows XP.

O tutorial está dividido em duas partes:

I – Guia Rápido: para usuários experientes.

No guia rápido o usuário encontrará uma sistematização em dez passos para auxiliá-lo na formatação de um computador.



II – Guia Comentado: para usuários básicos e intermediários.

Nesse nível o usuário terá acesso a conceitos básicos e a um guia comentado, que explica detalhadamente cada um dos dez passos da formatação.

I. Guia Rápido:

1 – Reavaliar a necessidade de formatá-lo

2 – Salvar arquivos e informações desejados em um lugar que não vai ser formatado

- salvar de cada usuário:

a) Desktops

b) Meus Documentos

c) Favoritos

- salvar do computador:

a) Drivers

b) Arquivos do Office: Outlook, Acces, Word, Excel etc.

c) Programas e arquivos de programas importantes

d) Outros arquivos ou informações importantes

3 – Formatar e particionar a unidade do sistema

4 – Instalar o Windows XP

5 – Instalar os drivers

- placa mãe

- placa de vídeo

- modem/ placa de rede

- periféricos:

a) mouse, teclado e monitor

b) impressora

c) scanner

d) webcam

e) gravadoras e leitoras de CD e de DVD

f) outros periféricos

- outros drivers

6 – Habilitar a Internet

7 – Instalar programas básicos da Internet

- flash

- adobe reader

- winrar

- outros programas

8 – Instalar o Office



9 – Instalar outros programas e seus arquivos salvos

10 – Testar todos os recursos e realizar ajustes finais

II. Guia Comentado:

· Conceitos:

- Formatar:

Formatar um HD significa – simplificadamete – apagar suas informações. Sabe-se, porém, que certas informações são intrínsecas ao HD e são gravadas fisicamente de modo que é pouco viável alterá-las. Sabe-se ainda que, ao formatar um HD, prepara-se ele para receber informações específicas, sejam arquivos de um determinado rol de tipos, ou seja, um sistema operacional (Windows, Linux etc.). Antes de instalar qualquer sistema operacional (Windows, Linux etc.) o HD deve ser formatado, o que normalmente já é feito em seu processo de fabricação.

Quando se fala em PC (Personal Computer), formatar um HD geralmente é usado para corrigir um erro de difícil reparação e/ou otimizar o sistema. Fazer que um programa ou até mesmo o próprio sistema operacional funcione e tornar um computador mais rápido são problemas que podem ser solucionados com a formatação.

Algumas pessoas usam o termo “formatar” para o ato de reinstalar todo o sistema de um computador (formatar o HD, instalar ou reinstalar o sistema operacional, configurar o computador etc.). Mas este tutorial trata apenas do conceito estrito da palavra. Para mais informações sobre algumas dessas tarefas consulte outros tutoriais.

- Particionar:

Particionar significa dividir, em uma ou mais partes, o HD. É importante notar que, só pelo fato de usar um sistema operacional, o HD já obrigatoriamente estará particionado, mesmo que só em uma parte.

Podemos dividir o HD em mais de uma parte por diversos motivos, entre outros: para organizar o computador em “sistema” e “arquivos comuns”; para instalar mais de um sistema operacional; para uso de backup (cópia de segurança); para algumas tarefas de multiusuários; para simples critério de organização e para otimizar a gravação de um CD.

· Passos:

1 – Reavaliar a necessidade de formatá-lo

Formatar um computador demanda entre outras coisas tempo e trabalho. Não importa o quão experiente seja o usuário, com maior ou menor freqüência, haverá problemas ao formatar um PC. É prudente tentar analisar e resolver cada problema que motiva a formatação. Portanto, só é recomendado formatar um computador quando houver problemas sérios sem solução aparente ou quando se prever mais tempo e trabalho para solucioná-los do que para formatar o HD.



2 – Salvar arquivos e informações desejados em um lugar que não vai ser formatado

Planos minimizam erros. Para planejar-se a formatação é preciso adequar os passos a cada caso específico e organizar as informações. Por exemplo, é interessante anotar cada arquivo que se deseje salvar bem como onde encontrar determinados drivers e informações. Com um plano bem feito em mãos otimiza-se o tempo e customiza-se o trabalho.

Recomenda-se que se crie uma pasta chamada BACKUP onde tudo será salvo. Depois basta ir realizando o backup na ordem do guia. Quando chegar na parte de programas e arquivos, é interessante salvar pastas inteiras e indicar de alguma maneira a localização da pasta salva (colocando no nome a localização da pasta para depois copiá-la de volta – ex: c - documents and settings).

È necessário ter bastante atenção para que não se esqueça nada, pois os erros mais graves e mais freqüentes ocorrem nessa etapa. É preciso ainda saber que o guia não passa de uma regra, que pode ter exceções, ou seja, é necessário atentar para outros arquivos que não se encaixem na lista do guia, mas que precisam ser salvos. Ciente disso, basta:

2.1: Salvar de cada usuário:

Vale a pena para essa etapa, criar uma pasta para cada usuário no local de backup e ir copiando cada parte importante para cada usuário.

a) Desktops:

Basta, normalmente, ir à pasta Documents and Settings, geralmente em C:\ e copiar a pasta Desktop de cada usuário e salvar no local de backup organizadamente para posterior recuperação.

b) Meus Documentos

Basta, normalmente, ir à pasta Documents and Settings, geralmente em C:\ e copiar a pasta Meus Documentos ou copiar a pasta onde o usuário guarda seus documentos.

c) Favoritos

Basta, normalmente, ir à pasta Documents and Settings, geralmente em C:\ e copiar o arquivo Favoritos de cada usuário.



2.2: Salvar do computador:

a) Drivers

O ideal é que se tenham todos os CDs de drivers que vêm quando se compra um computador ou que se tenha uma pasta em algum lugar que não será formatado ou CD com todos os drivers usados no PC.

Quando não houver nenhuma das alternativas anteriores, resta apelar para alguns programas que identificam, salvam e posteriormente restauram os drivers do computador. Ex: My Drivers, Driver Genius etc. Geralmente basta pedir para ele encontrar os drivers e salvar em um lugar que não será formatado e depois de instalado o Sistema Operacional, basta recuperá-los pelo programa.

Em último caso, quando o sistema operacional estiver indisponível, vale lembrar que pelo modelo e marca dos equipamentos é possível encontrar os drivers. Outra maneira é olhar diretamente nas placas o FCC ID (um conjunto de números e letras com 17 caracteres) que as identificam e permite que se encontre os drivers. Com esse FCC ID é possível achar a placa na Internet.



b) Arquivos do Office: Outlook, Acces, Word, Excel etc.

Basta, normalmente, ir ao programa Microsoft Outlook, em arquivo, Gerenciamento do Arquivo de Dados, Abrir Pasta, Copiar o arquivo “Outlook” para uma pasta e posteriormente recuperá-lo da mesma maneira, mas clicando em adicionar depois de Gerenciamento do Arquivo de Dados.

Para o Outlook Express, basta, normalmente copiar todos os arquivos com extensão “.dbx”, que geralmente se localizam em:

C:\Documents and Settings \ USUÁRIO \Configurações locais\Dados de aplicativos\Identities\{64CE3BD6-628E-478B-8797-54426A042E92}\Microsoft\Outlook Express

c) Programas e arquivos de programas importantes:

É necessário criar uma lista de cada programa instalado no computador, quais arquivos se deseja salvar desses programas e onde encontrar o executável para reinstalação posterior do programa.

Uma tabela simples seria bem útil, por exemplo:



Programa


Local de Instalação


Arquivos a Salvar

MSN Messenger


Internet


Conversas

Joguinho


CD de Instalação


Jogos Salvos

Programa de Receitas


Executável na pasta meus downloads


Arquivo receitas.xyz na pasta C:\cozinhebem\

Essa etapa é bem relativa, às vezes são necessários testes e soluções diferentes para salvar arquivos particulares de programas específicos. Jogos por exemplo, salvam os jogos salvos em uma extensão e nome particular, que o usuário deverá descobrir se desejar salvá-lo. Uma técnica interessante é salvar um novo arquivo e mandar fazer uma busca de todos os arquivos da pasta do programa e organizar por “modificado em”, assim, os que forem mais recém modificados têm mais chance de serem do tipo dos arquivos que se precisa salvar.

d) Outros arquivos ou informações importantes

Aqui é posto à prova realmente o feeling do operador, que deve observar atentamente os arquivos e informações importantes que restaram, mas que devem ser salvos. Normalmente não há muita coisa a se salvar além das já citadas.



3 – Formatar e particionar a unidade do sistema

Para essa etapa, será dada uma noção geral sobre formatação e particionamento e depois será indicada uma das formas mais simples para formatar a unidade do sistema. Cabe lembrar que existem muitas outras maneiras de fazer isso, embora essa seja a que demande menos tempo, equipamento e conhecimento específico.

3.1: Noção Geral

a) Saiba como o HD está particionado.

Para analisar os discos rígidos basta ir em Meu Computador e clicar com o botão direito nos discos locais e depois em Propriedades.

Normalmente o HD possui uma só partição. Nesse caso há duas opções: a primeira é copiar os arquivos que se deseja salvar em um outro dispositivo (outro HD, um conjunto de CDs, um DVD etc.); a segunda é dividir O HD em dois (particioná-lo) e copiar os arquivos para ele. No segundo caso recomenda-se programas como o Partition Magic, que divide o HD mantendo a integridade dos arquivos.

No caso de o HD possuir mais de uma partição, geralmente uma delas é usada para o sistema – arquivos do Windows e dos programas instalados – e a outra é usada para armazenar arquivos pessoais que no caso da necessidade de formatação não venham a ser perdidos. Isso é muito desejável e facilita bem a formatação, sendo apenas necessário, formatar-se a partição do sistema.

Existe ainda o caso de mais de um HD. Para isso, pode-se ter infinitas combinações, onde cada HD pode ter quantas partições for conveniente e, de forma geral, em uma delas localiza-se o sistema.

b) Monte um esquema de partições.

Para montar um esquema de como será dividido o seu ou os seus HDs basta:

I - Definir quantas divisões serão necessárias

- Ex 1: duas partições; uma para o sistema e outra para os arquivos pessoais.

- Ex 2: três partições; uma para o Windows, outra para o Linux e outra para os arquivos pessoais.

- Ex 3: em um HD duas partições, uma para o Windows, outra para o Linux; em outro HD uma partição com meus arquivos pessoais;



II - Definir o tamanho de cada partição

Normalmente um sistema como o Windows XP só necessita de 4Gb com folga. Entretanto, quando se pretende instalar na mesma unidade em que o sistema diversos outros programas como jogos, editores gráficos e outros, esse valor aumenta, não sendo necessário, normalmente, mais que 10Gb.

- Ex 1: 2 partições; uma para o sistema, com 3Gb, e outra para os arquivos pessoais, com 7Gb.

- Ex 2: 3 partições; uma para o Windows, com 5 Gb, e outra com 5Gb para os arquivos pessoais;

- Ex 3: em um HD duas partições; uma para o Windows, com 5Gb, outra para o Linux, com 5Gb; em outro HD duas partições, uma com “meus arquivos”, com 35Gb e outro com “arquivos da minha irmã”, com 5Gb.





3.2: Passos para formatar a unidade do sistema.

a) Confira se as etapas anteriores foram concluídas.

Após a etapa três não haverá volta para arquivos excluídos. Portanto é de grande valia uma breve revisão nas etapas anteriores.

b) Reinicie o Computador e tecle DEL para entrar no SETUP.

c) Altere a prioridade de boot para o CD.

Isso significa fazer com que o computador inicie-se a partir do CD, e não do HD. Para isso, cada placa mãe tem uma maneira diferente que é indicada no manual. Contudo, sempre é necessário listar, na ordem, as unidades em que serão buscados os arquivos de inicialização. O usuário pode descobrir navegando nos menus do SETUP até achar a palavra chave BOOT. Às vezes está em Advanced Setup, às vezes em Advanced Settings, às vezes em Boot Device. Há ainda em algumas placas mães a necessidade de apertar F11 ou F6 ou outro F qualquer para que se encontre um menu de prioridade de boot.

Normalmente dispositivos apresentam-se com nomes um pouco complicados como:

Ao invés de leitora de cd: HL-DT-ST GCE-8526B

Ao invés de leitora de DVD: HL-DT-ST DVDRAM GSA-4163B

Vale observar que normalmente os HDs possuem o número da sua capacidade em Gigabytes nesse nome, exemplo:

Ao invés de HD de 40Gb: WDC WD400EB-00CPF0

Ao invés de HD de 80Gb: SAMSUNG SP0802N

O importante é ter o entendimento geral de prioridade de boot e ir navegando pelo SETUP até fazer o computador reiniciar pelo CD.

d) Salve as alterações, insira o CD do Windows XP e reinicie o computador.

e) Aperte alguma tecla para iniciar o CD quando ele pedir e espere.

f) Tecle ENTER para instalar o Windows XP

g) Tecle F8 para concordar com os termos.

h) Tecle ESC

i) Siga as intruções para criar, dividir e formatar partições

Nessa etapa o usuário vai colocar em prática o planejamento de como será dividido seu ou seus HDs. É muito importante manter intacta a partição que contiver arquivos salvos. Para dividi-la recomenda-se programas específicos como o Partition Magic, que dividirá a partição mantendo a integridade dos arquivos.

j) Instale o Windows na partição destinada ao sistema

k) Siga as instruções da tela

A partir desse ponto, não será necessário apertar alguma tecla para que se inicie o CD como na etapa e). Na próxima vez que a instalação pedir para ser reiniciado, volte no SETUP, como nas etapas b) e c) e mude o boot novamente para o HD.

Se qualquer um dos passos der errado, leia atentamente os menus que estiverem na tela e as mensagens de erro para que os problemas possam ser solucionados.

4 – Instalar o Windows XP

Siga as instruções na tela a partir do item l) da etapa três, tenha sempre o número de série do Windows à mão e leia com cuidado cada menu.



5 – Instalar os drivers

Drivers são programas que gerenciam os componentes de hardware. Sem eles não é possível que cada dispositivo funcione. Logo, enquanto os drivers não forem instalados, não será possível ouvir som, por exemplo.

Caso tenha sido usado um programa de backup para drivers como o My Drivers, basta reinstalar o programa e recuperar os drivers. Caso contrário é necessário instalar item por item como indicado a seguir.

5.1: placa mãe

Para instalar-se os drivers da placa mãe basta instalá-los a partir do CD. Ou seguir os passos.

a) Clicar com o botão direito em Meu Computador:

Se o Windows estiver recém instalado, ele não aparecerá, para fazer com que ele apareça, clique com o botão direito na área de trabalho, vá em propriedades, personalizar área de trabalho, marque a opção Meu Computador e/ou outra e aperte Ok.

b) Clicar em Propriedades

c) Selecionar a guia Hardware

d) Clicar em Gerenciador de Dispositivos

e) Clicar com o botão direito no Driver que estiver com a exclamação do lado

f) Clicar em Atualizar Driver

g) Indicar o local do driver

h) Instalar driver com as instruções da tela.

Para essa etapa é necessário que os drivers estejam salvos em algum lugar conhecido. Há diversas maneiras de baixar os drivers da Internet, quando se perderam os arquivos originais.

5.2: placa de vídeo


Fonte=>Tutomania


Download File Scavenger Version 4

File Scavenger® - Utilitário de Recuperação de Dados A versão 4 do File Scavenger® é um utilitário para restaurar e recuperar dados para Windows 7®, Vista®, Windows XP®, Windows Server 2008®, Windows Server 2003®, Windows 2000®, e Windows NT®. O File Scavenger® pode recuperar dados que foram excluídos acidentalmente (incluindo dados removidos da Lixeira, em uma janela de DOS, de uma unidade de rede (apertando e segurando a tecla SHIFT no Windows Explorer) contanto que a recuperação ocorra antes que os arquivos sejam permanentemente substituídos por novos dados. O File Scavenger® oferece suporte a discos básicos e dinâmicos, compressão NTFS, fluxos de dados alternados, arquivos esparsos, nomes de arquivos em Unicode, etc. Salvo em casos extremos, é possível recuperar tanto o arquivo quanto o caminho da pasta do arquivo. O File Scavenger® pode, também, recuperar arquivos de um volume reformatado ou corrompido mesmo quando o volume tiver sido excluído e a posição e o tamanho original forem desconhecidos. O File Scavenger® pode examinar um disco rígido físico inteiro para procurar rastros de volumes desativados. O File Scavenger® usa algoritmos avançados para processar discos com setores inválidos e partições muito corrompidas. Ele pode ser instalado em um disco rígido ou ser executado de um dispositivo de armazenamento portátil tal como um cartão de memória, unidade removível, CD ou disquete. Para executar o File Scavenger®, é necessário fazer o log-in como um administrador do sistema onde a recuperação de dados for desejada. Os arquivos só poderão ser restaurados se as áreas do disco alocadas aos arquivos não tiverem sido substituídas por novos dados. Todos os arquivos recuperados deverão ser validados para confirmar a integridade dos dados recuperados. Site do desenvolvedor=>www.pt.quetek.com
Download


Download Hiren`s BootCD 15.1

Para donos de computador, a ideia de uma falha crítica que cause a perda de todos os dados, ou pior, inutilize completamente a máquina, pode ser usada em um enredo de filme de terror. Mal sabem os usuários comuns que algumas ferramentas são capazes de reverter esse tipo de dano e, muitas vezes, salvar o PC da morte. Essa é a ideia do Hiren’s BootCD, disco que reúne cerca de uma centena de aplicativos que são itens obrigatórios na pasta de qualquer técnico em informática. A coletânea inclui desde removedores de vírus e malwares até recuperadores de disco rígido e ferramentas de backup. Divididos em categorias, a maioria dos programas é compatível com todas as versões do Windows. Alguns softwares para Linux também estão inclusos no pacote, e há também poucos programas em versão de demonstração. SISTEMA OPERACIONAL PORTÁTIL Um dos destaques do Hiren’s BootCD são os minissistemas operacionais contidos nele. Dentro do disco, é possível encontrar os Windows 98 e XP em versões menores, prontas para serem rodadas diretamente do drive.
............................ .............................
Apesar de não possuir muitos recursos e, obviamente, não ser indicada para uso cotidiano, esse tipo de funcionalidade é essencial para a utilização do Hiren’s BootCD. Caso o sistema operacional da máquina esteja corrompido, a versão mini será responsável pelo acesso aos aplicativos do disco, e permitirá que o usuário tente recuperar o PC. FERRAMENTAS DE PARTIÇÃO Partições são basicamente divisões no HD, separando-o em uma ou mais partes. Isso é útil para, por exemplo, separar os arquivos de sistema das pastas de conteúdo do usuário, facilitando a organização e a busca no disco. A criação de uma partição também pode ser capaz de salvar parte dos dados, caso um trecho do disco rígido apresente problemas. O Hiren’s BootCD possui uma série de ferramentas de partição capazes de eliminar, criar ou recuperar as divisões no disco rígido. Os aplicativos do pacote também permitem alterar o tamanho de cada uma das partes, ou impedir que certos tipos de dados sejam gravados nelas. RECUPERAÇÃO DE ARQUIVOS Deletou sem querer um arquivo importante? O Hiren’s BootCD possui aplicativos que tentam recuperá-los, caso eles ainda estejam disponíveis no disco rígido. As ferramentas também são capazes de recuperar dados contidos em trechos corrompidos ou danificados do HD. O backup também tem espaço nessa coletânea. O disco conta com aplicativos que facilitam muito as cópias de segurança, e são capazes de agendar salvamentos periódicos de todos os dados no disco. SEGURANÇA O Hiren’s BootCD investe pesado em ferramentas de segurança e inclui uma série de antivírus e removedores de malwares. No disco, é possível encontrar utilitários consagrados como o Spybot – Search and Destroy, ou versões portáteis de aplicativos removedores de pragas virtuais, como o Dr. Web CureIt!
Ferramentas que lidam com senhas também estão presentes. O Hiren’s BootCD dá ao usuário a possibilidade de criptografar o disco rígido totalmente para que os arquivos não sejam acessados por pessoas não autorizadas. Além disso, ele possui aplicativos que fazem gerenciamento de senhas e modificam códigos já inseridos no computador. FAÇA TESTES DE HARDWARE Desconfia que sua memória RAM está com problema? Utilize um dos programas de checagem, capazes de detectar rapidamente problemas em peças ou arquivos. Um dos destaques principais são as ferramentas dedicadas ao disco rígido, capazes de identificar trechos fisicamente danificados e emitir relatórios que estimam quanto tempo mais o HD terá de vida. O Hiren’s BootCD está disponível em formato ISSO, pronto para ser gravado em um CD. Caso deseje, o usuário pode rodar o pacote diretamente do computador com a ajuda de programas como o Daemon Tools, que simulam um drive virtual. Compativel com: WindowsXP/Vista/7/98/2000/2003/8 Site do Desenvolvedor=> Hirensbootcd.org
Download


Divo Informática - (041)8500-4352


DIVO INFORMÁTICA
Se sua máquina esta lenta, esquenta ou desliga sozinha, isso indica que é hora de chamar um técnico.
Assistência Técnica
--- Instalação de software e hardware
--- Remoção de vírus
--- Configuração de rede
--- Formatação
--- Instalação do Windows
--- Instalação do Office e softwares em geral
--- Montagem e manutenção

--- Configuração do Windows e aplicativos em geral
--- Otimização para seu PC voltar a ser uma super-máquina
--- Roteamos seu modem banda larga para conectar vários computadores
a internet ao mesmo tempo
--- Prestamos serviços em domicilio
--- Se necessário retiramos e entregamos em casa
Tudo isso e muito mais com garantia e qualidade.
Você não precisa mais se preocupar Em levar o seu equipamento em uma Assistência técnica.
Realizamos a manutenção no local, se necessário retiramos seu equipamento e realizamos a devida manutenção em nosso laboratório.
Manutenção computadores
Reparação computadores e notebooks
Upgrade computadores
Montagem computadores
Instalação hardware
Instalação software
Atualizamos Gps


Download Avast! Free Antivirus 7.0.1407.0

O Avast! Free Antivirus dispensa apresentações: ele é simplesmente o antivírus mais baixado da internet, estando há muito tempo como um dos dez softwares mais populares do site.
Além da tradicional qualidade e a eficiência de sempre, o Avast! Free Antivirus 7 conta com reformulação em sua interface, mecanismo automatizado para a contenção de possíveis ameaças (o chamado sandbox), melhor proteção dos navegadores e mais um variado leque de ferramentas para você evitar ser afetado pelos ataques de malwares.


Na hora da instalação
Quem já conhece o antivírus, assim que executar o instalador do Avast! Free Antivirus 7, perceberá algumas mudanças em seu visual. Contudo, fique atento no início do procedimento de instalação, pois o programa oferece a implementação do Google Chrome em conjunto.

Caso você não queira que o browser da gigante de Mountain View seja adicionado ao seu PC, logo na primeira tela do assistente, desmarque as caixas referentes ao navegador. Feito isso, prossiga normalmente com a instalação do Avast!.

Primeiros passos
Ao executar o Avast! pela primeira vez, uma janela de aviso é exibida, solicitando que você registre o aplicativo. Não há com o que se preocupar, pois o registro é gratuito e válido por um ano. Clicando na opção “Registre o seu programa”, um pequeno formulário é apresentado. Basta inserir seus dados nos campos indicados e enviar as informações.
Feito isso, já é possível aproveitar as ferramentas oferecidas pelo antivírus. A atualização do banco de dados de ameaças é realizada de maneira automática. Quando finalizada, um pequeno informativo aparece no canto inferior direito da tela do seu computador.

Preparado para encarar as ameaças
A interface do Avast! Free Antivirus 7 comparada à do seu antecessor possui mudanças bem sutis. A cor de fundo ficou mais escura, os ícones ganharam uma aparência mais moderna e um fino traço laranja foi acrescentado na lateral esquerda do programa. A nomenclatura, a ordem e os cantos arredondados ainda continuam os mesmos.

Assim que iniciado, o aplicativo realiza uma primeira varredura geral no computador – averiguando se já não existe alguma praga infiltrada em seu sistema. Depois dessas verificações iniciais, você está pronto para combater qualquer ameaça que surja na sua rotina em frente ao PC.



O seu arsenal para combater os malwares conta com várias ferramentas, incluindo os diversos modos de escaneamento (rápido, completo, somente em mídias removíveis e a partir da inicialização do sistema operacional), o AutoSandbox e os Módulos Residentes.

O AutoSandbox é um mecanismo que permite ao Avast! rodar aplicativos suspeitos dentro de um ambiente virtual protegido e controlado, evitando assim que a sua máquina seja infectada caso exista um vírus nesse software analisado.

Por sua vez, os Módulos Residentes são os recursos responsáveis pelo monitoramento contínuo do seu computador. Essas funções acompanham as atividades dos arquivos, emails, mensagens instantâneas, rede e conexão com a internet. É válido lembrar que todos esses processos podem ser acompanhados em tempo real por meio de gráficos estatísticos.


As novas armas
Além das armas já conhecidas, o Avast! Free Antivirus 7 oferece algumas novidades para ajudá-lo a enfrentar as ameaças virtuais. A primeira delas é a ferramenta denominada “Serviços da nuvem”, que tem o objetivo de impor uma barreira entre a conexão do seu PC com o restante de web.
Com isso, o antivírus pode monitorar todo o tráfego de dados mais de perto e comparar a reputação dos sites, serviços online e redes sociais que você acessa. Dessa forma, a sua navegação pela internet deve ficar mais segura e tranquila.

Outro recurso para promover uma interação mais agradável com a web é o “Browser Protection”. Esse mecanismo instala plugins em seus browsers, permitindo que as defesas do Avast! sejam estendidas até os programas que atuam diretamente ligados à internet. A princípio, todos os navegadores são suportados.
As novas funcionalidades do Avast! Free Antivirus 7 não acabam aí. O aplicativo também passou a exportar e importar configurações, oferecer suporte para a assistência remota (assim você pode ajudar seus amigos e familiares sem sair de casa) e rodar no Windows 8 Developer Preview.

Download

Leia mais em: avast.com


Loading...